5 Motivos que levam Bons Profissionais a Abandonarem a Empresa

Negócios 27 de Junho de 2019

5 Motivos que levam Bons Profissionais a Abandonarem a Empresa

Você já se perguntou as possíveis causas que levam bons profissionais a pedir demissão e procurar por novos desafios? Um dos grandes desafios da gestão é formatar uma equipe de trabalho de alta performance. Aspectos como cultura organizacional, anseios estratégicos, velocidade de crescimento, oportunidades e entre outros, justificam a dificuldade em encontrar bons profissionais que se encaixem com estas premissas.

Além da dificuldade em construir um time de excelência, outro desafio é manter estes profissionais no time.

Mas então, porque bons profissionais deixam a empresa?

1. Falta de reconhecimento profissional:

Reconhecimento é uma ação de múltiplas facetas e definições. Um dos processos de reconhecimento talvez mais relevante é a questão financeira. Encontrar o denominador comum entre o anseio do profissional e a capacidade de pagamento por parte da empresa não é uma tarefa muito simples, mas deve ser estudada e avaliada de acordo com a função e o colaborador. Além do fator financeiro, o reconhecimento também se dá através de outros pontos importantes em relação ao profissional e o alinhamento entre os valores da empresa e os valores do colaborador. E uma ferramenta que pode ser muito útil neste momento é aplicar o feedback continuamente, buscando sempre melhorar continuamente ambas as partes.

2. Conflito com gestores:

O relacionamento interpessoal naturalmente exige das pessoas algum empenho. Nas empresas, onde somos chamados constantemente a confrontar ideias e opiniões – e é importante que seja assim, a discussão profissional está sempre muito próxima da discussão pessoal, e conflitos podem nascer a qualquer momento. Como as pessoas normalmente não tomam decisões por impulso, podemos corrigir facilmente pequenos desvios no relacionamento; ações como interação pessoal, entender se existe alguma dificuldade pessoal que possa contribuir negativamente com a postura das pessoas, delimitar com precisão as responsabilidades de cada profissional pode reduzir o risco de conflito.

3. Clima organizacional ruim:

Aplicar pesquisa e analisar o clima organizacional é a melhor maneira de entendermos quais são nossos pontos fortes e fracos em relação aos interesses dos nossos colaboradores. Este diagnóstico permite ações que orientem à melhora do clima organizacional, ou seja, se conhecermos o que deixa nossos profissionais desmotivados, podemos propor melhorias e aproximar os interesses.

4. Falta de crescimento:

O reconhecimento abre oportunidades de crescimento e carreira. Bons profissionais buscam por oportunidades que somente podem ser criadas por meio do crescimento e expansão das empresas. Quando as empresas cessam seu crescimento, além das chances de diminuírem de tamanho aumentarem, elas passam a perder bons profissionais que necessitam viver desafios constantemente.

5. Política interna ultrapassada:

Boa parte das empresas de pequeno porte não possuem políticas, outras, possuem políticas internas mas não tem por hábito atualizá-las ou mesmo deixá-las mais ágeis. Esta premissa pode deixar seus executivos à beira de verdadeiros colapsos, uma vez que todos os processos internos deveriam passar por políticas que orientem e garantam a qualidade nas decisões diárias. Políticas internas representam o “manual de instruções” da empresa. Por esta razão, devem ser simples, educativas e extremamente racionais, assegurando os interesses da empresa sem perder o bom senso.

Agora que discutimos cinco importantes fatores que podem influenciar a decisão de bons profissionais em permanecer ou não em nossas empresas, podemos propor movimentos visando propiciar a estes profissionais o melhor ambiente corporativo possível.

Postagens relacionadas

Negócios

Já pensou em quão bom gestor você deseja ser? O Sr. Abílio Diniz é um expoe...

Negócios

Trata-se de delegar maior autonomia e responsabilidade a determinados indivíduo...

Negócios

A área de Recursos Humanos nas empresas deixou de ser coadjuvante para ser prot...

Fique tranquilo, nós também odiamos spam.

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba dicas interessantes de gestão.