Computação Cognitiva

Tecnologia 17 de Outubro de 2016

Computação Cognitiva

Você provavelmente já ouviu falar nela, mas será que você sabe para que a computação cognitiva serve? Nos próximos anos, esse tipo de tecnologia, que dá aos computadores a capacidade de aprender, deve conquistar cada vez mais espaço no mundo, permitindo aos sistemas desempenhar funções bem mais complexas.

Confira algumas coisas que você precisa saber sobre a computação cognitiva:

A terceira era da comunicação

Nos primórdios os computadores não passavam de máquinas capazes de tabular somas. Posteriormente (a partir da década de 60 e especialmente a partir da década de 70), os computadores ganharam a capacidade de desempenhar tarefas mais complexas obedecendo a sistemas programáveis, agora as máquinas começam a ganhar a capacidade de aprender.

Computação cognitiva não é inteligencia artificial. Computação cognitiva vai além da inteligencia artificial. Os sistemas cognitivos usam varias tecnologias diferentes, entre elas inteligencia artificial, mas também métodos de aprendizado de maquina. Estes últimos podem ser entendidos como algorítimos que ajudam computadores a compreender a fala humana, reconhecer padrões e imagens, por exemplo.

Computação cognitiva tem tudo a ver com "Big Data". A expressão de "Big Data" se refere a coleta de dados em grande escala. A partir dessas enormes quantidades de dados, as maquinas cognitivas conseguem oferecer análises aprofundadas sobre diferentes temas.

Computadores cognitivos não são programados, eles aprendem. Essa é uma mudança fundamental, a nova era da computação prevê máquinas que partem de um conjunto básico de algorítimos e, a partir dai, aprendem sozinhas. Quanto mais expostas a dados (e quanto mais dados), maior a evolução.

Crescimento exponencial. De acordo com os dados da consultoria IDC, já em 2018, cerca de 50 % dos times de tecnologia devem embutir computação cognitiva em diferentes aplicações.

http://olhardigital.uol.com.br

Postagens relacionadas

Fique tranquilo, nós também odiamos spam.

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba dicas interessantes de gestão.