Importância de um Modelo de Gestão – Parte II

Negócios Soluções 23 de Março de 2017

Importância de um Modelo de Gestão – Parte II

      Iniciamos nosso Blog definido Dashboard que, na tradução simples é um painel de indicadores com informações compiladas em um único painel de fácil acesso, manuseio e visualização. Um dos objetivos é apresentar conteúdos informativos em um design interativo e organizado; mas o principal objetivo é possibilitar o controle e a tomada de decisões de forma mais rápida, abrangente e assertiva. No universo corporativo é fundamental contar com informações atualizadas e integradas, que garantam a qualidade e a efetividade de vários processos internos. Neste sentido, o Dashboard deve ser entendido como excelente ferramenta de gestão e pode atender a diversos níveis hierárquicos da empresa. Por meio destes painéis de controle, ou visão centralizada de indicadores, é possível organizar uma série de dados, que permitem uma visão mais abrangente dos procedimentos, rotinas de trabalho, indicadores e projetos em desenvolvimento, incluindo aspectos técnicos e financeiros, além de cronogramas e tendências, colaborando para uma gestão mais inteligente e enxuta.

Antes, é necessário também explicitarmos que existem dois tipos de Dashboard:

  1. Analíticos: apresentam dados e informações de determinado período e propiciam uma análise mais aprofundada sobre tendências e padrões. Ao ter acesso a um conteúdo visual bem distribuído e baseado em históricos, a equipe pode compreender melhor os processos, identificar oportunidades e riscos, bem como ter insights que possam melhorar resultados.
  2. Operacionais: apresentam métricas com o objetivo de manter o controle sobre metas e objetivos. Eles facilitam a tomada de decisão e tornam o acompanhamento do desempenho do projeto mais fácil e dinâmico eliminando a necessidade das planilhas e relatórios que normalmente são restritos aos seus interlocutores.

Algumas características/benefícios desejáveis em um Dashboard:

- Eliminar o tempo desprendido na formatação de planilhas e gráficos para reuniões ou mesmo análises cotidianas. Da mesma forma, socializar a informação com os gestores da empresa eliminando a construção de controles paralelos dentro de uma mesma organização;

- Visualização de todas as atividades/desempenhos que estão ocorrendo simultaneamente permitindo que a gestão se torne mais ágil, avaliando o alinhamento entre as estratégias e táticas em poucos minutos;

- Propiciar a dinâmica de uso de Dashboard e por consequência a cultura orientada a resultados tornando a equipe mais produtiva – sucesso e resultados para todos;

- Apresentar um panorama geral da performance da empresa permitindo detalhar determinados pontos para que se possa compreender todo o contexto. Com uma rápida passada de olhos, o gestor toma ciência de tudo o que está em jogo e toma decisões mais conscientes e rápidas.

Prezado Leitor, não perca nosso próximo Blog. Iremos abordar alguns exemplos práticos de Dashboard complementando, assim, nossa trilogia de gestão de alta performance.

Até lá!

Postagens relacionadas

Negócios

Bem-vindo (a) a mais um artigo que elaboramos com vistas em auxiliá-lo (a) em s...

Negócios

Olá! Seja bem-vindo (a) ao sexto blog da série sobre planejamento estratégic...

Negócios Soluções

Seja bem-vindo (a) ao quinto blog da série sobre planejamento estratégico. Est...

Fique tranquilo, nós também odiamos spam.

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba dicas interessantes de gestão.